Apoiadores de Bolsonaro fazem ato pró-voto impresso em várias capitaais

Apoiadores de Bolsonaro fazem ato pró-voto impresso em várias capitaais

Manifestantes de diversas capitais do país saíram às ruas neste domingo (1º) em apoio ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e pela aprovação do voto impresso para as eleições de 2022.

Em São Paulo, os manifestantes se concentram desde o início da tarde em frente à Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), na Avenida Paulista, região central da cidade. Apoiadores do presidente vestiam trajes nas cores verde e amarelo e empunhavam a bandeira nacional.

Em Brasília, os apoiadores se reuniram em frente ao Museu Nacional do Conjunto Cultural, com bandeiras e camisas do Brasil, por volta das 9h30.

Bolsonaro falou aos manifestantes reunidos em Brasília durante live em um carro de som — ele não esteve presente pessoalmente, mas sua fala foi transmitida por telefone.

O presidente voltou a defender o voto impresso e disse que “sem eleições limpas e democráticas não haverá eleição”. “Quem fala que a urna eletrônica é auditável e segura é mentiroso”, disse Bolsonaro.

A Polícia Militar do Distrito Federal bloqueou todas as faixas do Eixo Monumental, entre a rodoviária do Plano Piloto e o Congresso Nacional.

Ainda pela manhã, manifestantes se reuniam na praia de Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro. Um carro de som pedia voto impresso e auditável. Manifestantes exibiam cartazes com frases favoráveis ao voto impresso.

A avenida Atlântica, em Copacabana, ficou interditada para atividades de laser enquanto os apoiadores se manifestavam. Às 13h30, o ato começou a se dissipar.

Em Belo Horizonte, os manifestantes se reuniram na Praça da Liberdade, no centro da capital mineira, para defender a aprovação da PEC (Proposta de Emenda Constitucional) do voto impresso auditável. Em Belém, os manifestantes defendiam a mesma pauta e se reuniram nas principais vias da cidade.

A Polícia Militar do Distrito Federal bloqueou todas as faixas do Eixo Monumental, entre a rodoviária do Plano Piloto e o Congresso Nacional.

Ainda pela manhã, manifestantes se reuniam na praia de Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro. Um carro de som pedia voto impresso e auditável. Manifestantes exibiam cartazes com frases favoráveis ao voto impresso.

A avenida Atlântica, em Copacabana, ficou interditada para atividades de laser enquanto os apoiadores se manifestavam. Às 13h30, o ato começou a se dissipar.

Em Belo Horizonte, os manifestantes se reuniram na Praça da Liberdade, no centro da capital mineira, para defender a aprovação da PEC (Proposta de Emenda Constitucional) do voto impresso auditável. Em Belém, os manifestantes defendiam a mesma pauta e se reuniram nas principais vias da cidade.

 

Conteúdo e foto CNN